Como fazer um passeio de barco sem enjoar

Fazer um passeio de barco ou lancha é uma ótima pedida para curtir a estada na praia. Só que, infelizmente, algumas pessoas deixam de aproveitar esse programa devido ao enjoo no mar.

Você também está no clube dos que passam mal com o balanço das ondas? Então confira dicas para minimizar o desconforto.

Por que enjoamos no mar?

A causa do enjoo está relacionada aos estímulos conflitantes que o organismo recebe. O labirinto, estrutura do ouvido responsável pelo equilíbrio, nota que o chão está se movendo em várias direções. Enquanto isso, os olhos não conseguem encontrar um ponto de referência para avisar ao cérebro qual deve ser a postura do corpo.

O choque sensorial resulta na vertigem, que pode vir acompanhada de náuseas e vômito nos indivíduos mais sensíveis. Os médicos têm até nome para esse fenômeno: cinetose.

O incômodo em alto-mar não deixa de ser um mecanismo de defesa. Afinal, vale lembrar que nenhum homem das cavernas conheceu veículos automotivos. “A náusea é um sinal do corpo para que você saia daquele lugar. Se isso acontecesse com uma montanha, por exemplo, era um sinal de perigo”, explica o otorrinolaringologista Ricardo Dorigueto em entrevista ao site G1.

Dicas para não enjoar num passeio de barco

Os marinheiros de primeira viagem podem ficar tranquilos. Tomando alguns cuidados, qualquer pessoa consegue encarar um passeio de barco sem passar mal. Acompanhe as dicas:

Faça exercícios preparatórios antes da viagem. Movimente os olhos, mas mantendo a cabeça parada. Depois, inverta o processo: deixe o olhar em um ponto único e mova a cabeça para lá e para cá.

Acomode-se na parte central da embarcação. Essa é a área mais estável.

Olhe para fora do barco. De preferência, na mesma direção para onde o veículo se desloca.

Mantenha o olhar fixo no horizonte. A estabilidade visual pode diminuir os sintomas de vertigem.

Evite ingerir bebidas alcoólicas durante o passeio. O álcool desidrata o labirinto, prejudicando seu funcionamento.

Tenha atenção ao que você come. Alimentos gordurosos ou ricos em açúcar dificultam a digestão. Somando esse problema ao balanço das ondas, pode haver uma indisposição estomacal mais grave.

Ainda assim, coma alguma coisa. O jejum pode ser tão prejudicial quanto um lanche pesado. Escolha uma fruta, um iogurte ou qualquer outro alimento leve para manter a energia.

Tenha uma boa noite de sono na véspera do passeio. O repouso é imprescindível para o funcionamento correto do organismo. Portanto, quanto mais você relaxar em terra firme, melhor será a experiência a bordo de uma lancha.

Ainda bem que quem vem à Praia do Rosa tem tudo para curtir momentos de puro sossego. As paisagens belíssimas e o contato com a natureza propiciam o descanso que você merece. Quer saber mais? Então não deixe de ler nosso post sobre o assunto.

E lembre-se: a Hospedaria das Brisas tem todo o conforto que você precisa para viver dias inesquecíveis no litoral catarinense. Entre em contato conosco e faça sua reserva!

Esperamos que as dicas de hoje tenham sido úteis para você nunca mais enjoar num barco. Venha para o Rosa e tenha apenas bons momentos no mar. Estamos esperando a sua visita. 😉