Como a Praia do Rosa se tornou o paraíso dos surfistas

Muita gente conhece a Praia do Rosa como um dos melhores lugares para praticar surfe no Brasil. Mas você sabe como surgiu essa fama? Então se prepare, que lá vem história.

Como o surfe chegou à Praia do Rosa

Voltamos à década de 1960. Na época, a região ainda era chamada Praia do Porto Novo. Esse pedaço do litoral de Santa Catarina concentrava basicamente agricultores e pescadores, que viviam da produção rural. As belezas naturais já estavam lá, mas ainda eram inexploradas pelo público.

O cenário mudou a partir dos anos 1970. Foi nesse período que surgiram os primeiros grupos de surfistas e hippies no local. Eles vinham do Rio Grande do Sul, do Uruguai e da Argentina em busca de duas coisas: boas ondas e contato com a natureza.

E encontraram um verdadeiro paraíso para chamar de seu. Água quebrando com perfeição, morros cobertos de mata nativa e até cachoeiras escondidas pelo caminho.

As terras que davam acesso à praia pertenciam a Dorvino Manoel da Rosa. Ele ficou conhecido por abrigar os aventureiros. Não havia estrutura turística, era tudo muito rústico. Ainda assim, a hospitalidade do anfitrião se somou à exuberância do lugar, atraindo cada vez mais visitantes.

Com o tempo, os frequentadores passaram a se referir à localidade como Praia do Rosa, em alusão a Dorvino. Muitos fixaram residência por ali nos anos seguintes. Enfim, a reputação de pico bom para o surfe atravessou o país (e o mundo). Praticantes dos quatro cantos do globo rumavam ao município de Imbituba para conferir o que aquelas águas tinham de tão especial.

Como é a Praia do Rosa hoje

Os ventos favoráveis tornaram a Praia do Rosa um ótimo local para a prática não só do surfe, como de outros esportes aquáticos, como o windsurf, o kitesurf e o stand-up paddle. Hoje é possível realizar aulas e até participar de campeonatos na região.

Mas nem só de aventura se faz o litoral catarinense. Os visitantes têm diversas razões para aproveitar a estada do nascer ao pôr do sol.

Que tal acordar cedinho para observar os primeiros raios da manhã dum ponto privilegiado, na beira do mar? Se preferir, você pode subir os morros e encontrar ângulos ainda mais incríveis. As fotos da viagem vão ficar ótimas!

Para quem gosta de sossego, vale ir à Lagoa de Ibiraquera, um dos cartões-postais. Banhistas de todas as idades podem encarar as águas calmas do lugar.

Tem que curta fazer os passeios de barco ou mesmo as cavalgadas litorâneas. E, claro, não podemos nos esquecer da programação noturna. Os barzinhos da Praia do Rosa oferecem agito com muita gente bonita e música boa para todos os gostos.

Desde que os primeiros surfistas chegaram aqui nos anos 1970, muita coisa mudou. A Praia do Rosa se modernizou, ganhou uma rede hoteleira robusta e pode atender aos turistas com muito mais conforto. O que permanece é a filosofia dos pioneiros: harmonia com a natureza.

Curtiu a vibe? Então entre em contato com a Hospedaria das Brisas e faça sua reserva!