) Novembro Azul

Novembro Azul

14/11/2017

O mês inteiro dedicado a saúde e bem estar do homem

Em 2013, estima-se que houveram mais de mil casos de amputações de pênis no país, segundo os dados da Sociedade Brasileira de Urologia.  Esses casos não são referentes ao câncer de pênis, que representa apenas 2% entre todos os outros tipos. Essa prática ocorre pela falta de higiene dos homens e pelo medo de procurar ajuda médica.  

Em relação a isso, o câncer de próstata é a terceira principal causa de morte por câncer entre os homens. A maioria dos casos diagnosticados já chegam em estágio avançado da doença. Esses dados coincidem com o mesmo comportamento que causa a amputação de pênis, o medo do homem de procurar ajuda profissional.

 

Como prevenir o câncer de próstata

Na maioria dos casos, os homens devem começar a prevenção a partir dos 50 anos. Se houver casos na família, ou estarem dentro do grupo de risco, os cuidados devem começar a partir dos 45 anos. O exame que previne e que diagnostica dura em média 10 segundos. Então porque, hoje em dia, esse hábito de se cuidar ainda é tão deixado pra lá por parte dos homens? Ainda há muito preconceito da parte dos homens pela forma em como o exame é feito, e por muito deles acharem que é frescura ir ao médico com uma certa regularidade.

Mas o fato interessante é que desde 2008 os dados crescem positivamente em relação a prevenção e cuidado com a saúde geral do homem.

 

Como esse quadro começou a mudar?

O ponta pé inicial foi dado pelo Instituto Lado a Lado pela Vida, que em 2008 começou a abordar as questões relacionadas ao câncer de próstata e os motivos pelos quais os homens não frequentavam o médico com o objetivo de prevenção. Quatro anos depois surgia o Novembro Azul, mês inteiramente dedicado a promover uma mobilização em relação a saúde do homem.

A mobilização ocorreu por todo o país, com a iluminação de prédios, palestras, ações em locais movimentados, sem contar com o apoio de instituições e personalidades que ressaltaram a importância da realização do exame.

Só na edição de 2015, por meio de 463 ações por todo o Brasil, mais de 87 milhões de pessoas foram impactadas pelo Novembro Azul.